hhhhhrhh-removebg-preview.png
hhhhhrhh-removebg-preview.png

O PROJETO

                      O projeto Amazônia em Quadrinhos: Na luta pela preservação do Meio Ambiente, surgiu da necessidade do olhar cauteloso dos povos da Amazônia sobre o ambiente em que vivem. No contexto do Rio Preto da Eva, município do Estado do Amazonas, encontramos a necessidade de trabalhar duas temáticas ambientais que contribuam para a construção da percepção ambiental dos indivíduos envolvidos.

                       O projeto é dividido em três momentos: a criação e disponibilização de um aplicativo com as histórias em quadrinhos, um site onde será disponibilizado o link para baixar o aplicativo, tutoriais de como utilizar o aplicativo e palestras gravadas com especialistas analisando a importância da utilização dos múltiplos recursos para trabalhar a Educação Ambiental em ambientes formais e por fim a publicação do e-book.

                      O e-book como parte do projeto, procura analisar a importância das histórias em quadrinhos para trabalhar a Educação Ambiental em ambientes Formais, mais especificamente nos anos finais do ensino fundamental, associando uma discussão científica à duas histórias em quadrinhos que abordam a necessidade de cuidados com a fauna e a importância do descarte correto do lixo.

                      A história “A morte que rompe nossa existência” buscou desenvolver no leitor o entendimento de um sistema vivo, que compõe o meio ambiente no qual estamos inseridos. Ao trazer aspectos da cultura local, como a produção de laranja, e associar a um efeito de causa e consequência, a partir da interferência humana sobre a natureza. Assim, foi possível destacar conceitos como teia alimentar e as relações ecológicas, das quais também fazemos parte. A ação antrópica de forma abrupta e inconsciente sobre as espécies que vivem na floresta, traz consequências indiretas e diretas sobre nossa própria existência, mostrando a necessidade de nos sensibilizarmos quanto às consequências de nossos atos e a necessidade da percepção ambiental em relação ao meio no qual estamos inseridos.

                      Por outro lado, a história “Lixo que vai e volta”, vem trabalhar uma outra vertente ecológica, referente aos efeitos da poluição em nossos rios e igarapés. Novamente, o intuito é sensibilizar o leitor de que ele faz parte do meio no qual está inserido e entender que todas as ações que interferem na organização natural da natureza, estão impactando diretamente a qualidade de vida dos seres humanos. Como exemplo podemos citar: a relação entre a escassez de peixe, a impossibilidade de usar os corpos d’água para banho e as enchentes em áreas urbanas, ao acúmulo de lixo nos leitos dos rios, que além de causar todos os efeitos já citados, ainda contribuem para a propagação de vetores de doenças.

                      As duas histórias contribuem para percepção ambiental do leitor, e pretende prender sua atenção, pois foi construída pensando no público juvenil escolar, e por esse motivo o modelo utilizado foi o de histórias em quadrinhos – HQs, pois muitos estudos atuais, já trazem as potencialidades da utilização de HQs como ferramenta de ensino, por ter um formato mais atrativo ao público ao qual se destina. Na educação ambiental, estudiosos ressaltam as contribuições para sensibilização e conscientização dos leitores em temáticas ambientais de interesse, vertente que se pretende trabalhar com este projeto. Nossa visão, com a idealização do projeto, foi oferecer aos alunos do município do Rio Preto da Eva, meios para construção de uma percepção ambiental que lhes auxiliem em sua formação como agentes de mudança em sua comunidade. E consequentemente levar adiante a mensagem de cuidado, amor e proteção à natureza, com o entendimento que todo ser é importante para o equilíbrio do meio ambiente.

                      O projeto enfim ganhou forma com auxílio da Secretaria de Cultura do Amazonas pelo apoio a nós, artistas, com a promoção do prêmio Encontro das Artes, por meio do Programa Cultura Criativa – 2020/Lei Aldir Blanc, ao qual somos extremamente gratos. Não podemos deixar de nos referir ao momento delicado que a nossa sociedade vive, em meio a pandemia do COVID-19, com perdas e enfermidades. Momento esse que a todos afeta, e nós como equipe por muitos momentos precisamos nos reinventar em busca de dar continuidade à concretização desse projeto. Não foi um caminho fácil, vencer o medo das incertezas e a dor da perda de entes queridos nos fragilizou, mas também nos deu força para continuar, na certeza de que aqueles que amamos e que perdemos continuarão vivos em nossas memórias e na nossa história. Assim, dedicamos esta obra a todos que se foram, em especial ao grande homem do campo, Pedro Godinho Gomes, e a eterna senhora da arte com as mãos, Zenita Pontes Neves.

 

Kiandro de Oliveira Gomes Neves

Emadina Gomes Rodrigues

Idealizadores do Projeto

hhhhhrhh-removebg-preview.png
hhhhhrhh-removebg-preview.png